Script Macromedia Flash
   
Topo 1
Topo 2

BIOBANCO-IMM

Biobanco

O Biobanco-IMM é uma estrutura criada pelo Instituto de Medicina Molecular (IMM), que acolhe e armazena uma coleção de amostras biológicas, doadas voluntariamente, com o objetivo de impulsionar a investigação biomédica.

O Biobanco-IMM do Centro Académico de Medicina de Lisboa (consórcio Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa - Centro Hospitalar Lisboa Norte - Hospital de Santa Maria - Instituto de Medicina Molecular) é uma estrutura, sem fins lucrativos, que acolhe e armazena uma vasta coleção de amostras biológicas e respetiva informação clínica, doadas voluntariamente, com o objetivo de impulsionar a investigação biomédica.

O Biobanco IMM tem aprovação para o seu funcionamento por parte da Comissão de Ética do Centro Hospitalar Lisboa Norte - Hospital de Santa Maria e da Comissão Nacional Proteção de Dados, cumpre a Lei nº12/2005 e encontra-se em processo de certificação de qualidade.

O Biobanco-IMM está dotado de instalações para colheita de sangue, laboratório de processamento de amostras (extração DNA e RNA, processamento soro, cultura de células, etc), local de armazenamento de lâminas e peças em parafina, espaço aclimatizado para arcas congeladoras a -80º e sistemas de armazenamento em azoto líquido, tem vigilância eletrónica contínua, acesso restrito, arcas de reserva em caso de avaria e gerador de emergência. Está dotado de um programa informático dedicado a biobancos que permite a visualização de um biobanco virtual, garantido a perfeita localização das amostras e a descrição das suas características básicas (incluindo por exemplo o volume da amostra ainda disponível), e gerindo igualmente a informação clínica associada às amostras. Todo o sistema funciona com codificação das amostras e informação clínica e com uma rigorosa segurança informática, garantindo absoluto sigilo dos dados. Dispõe neste momento de cerca de 35 000 amostras e respetiva informação clínica provenientes de cerca de 4500 dadores. 
 
Qualquer médico ou investigador biomédico poderá usufruir do Biobanco-IMM do Centro Académico de Medicina de Lisboa quer para depositar amostras quer para solicitar amostras. Para um investigador iniciar uma coleção de amostras no Biobanco-IMM basta ter um projeto aprovado pela Comissão de Ética e estabelecer um acordo escrito com o Biobanco-IMM. A partir desse momento as amostras são recebidas desde que estejam com qualidade, venham acompanhadas pelo consentimento informado e pela informação clínica. Caso estas condições não se verifiquem a amostra fica numa arca de quarentena a aguardar os elementos em falta. Os serviços oferecidos pelo Biobanco-IMM ao investigador incluem: apoio à colheita da amostra nas instalações do biobanco ou no local de consulta ou bloco operatório; apoio à elaboração da base de dados e à entrada dos dados; processamento e armazenamento das amostras; controlo de qualidade das amostras; segurança física e eletrónica da coleção; aspetos legais e éticos assegurados; depósito gratuito; visibilidade da coleção, permitindo a atração de colaborações internacionais.
Por outro lado, qualquer investigador pode candidatar-se a usar amostras do Biobanco-IMM. Quando um investigador contacta o Biobanco-IMM para avaliar a possibilidade de utilizar uma coleção é colocado em contacto com o investigador responsável pela coleção para promover uma parceria de investigação. Após este passo é submetido um projeto de investigação, que tem que ser aprovado pela comissão de ética e pela comissão científica do Biobanco-IMM. A utilização de amostras do Biobanco-IMM do Centro Académico de Medicina de Lisboa oferece várias vantagens ao investigador: rapidez, porque dispensa a fase inicial da investigação associada à colheita de informação clínica e amostras biológicas; qualidade, visto existir garantia de que o material biológico entrou com propriedades perfeitas e é mantido em condições ideais; rigor, por haver obrigatoriedade de informação clínica associada; menos custos, porque se poupa todo o investimento de um trabalho de campo de recolha de amostras e informação clínica; garantia ética, tendo em conta que o armazenamento dos dados clínicos e das amostras tem aprovação prévia da Comissão Nacional de Proteção dos Dados e da Comissão de Ética; segurança do trabalho, porque, se necessário, na maioria dos casos será possível solicitar mais amostras para esclarecimento de novas questões na mesma linha de investigação.
 
Localização e contactos do Biobanco-IMM: 
O Biobanco-IMM está sediado no edifício Egas Moniz da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, no campus do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. 
Morada: Edifício Egas Moniz, Av. Prof Egas Moniz, 1649-028 Lisboa                    
Telefone: (+351) 217 999 437 e (+351) 965 152 588
E-mail: immbiobanco@fm.ul.pt
Site: www.biobanco.pt